Blogue de opinião e divulgação.
Domingo, 18 de Março de 2007
Alunos de Economia no Parlamento Europeu
O 12.º E com a Dr.ª Francelina Pinto, docente de Economia!
A turma do 12.º E de Economia com a Dr.ª Francelina!
No âmbito da disciplina 'Área de Projecto', da responsabilidade da Dr.ª Francelina, cujo tema tratado é o 'Parlamento Europeu', os alunos da turma E do 12.º Ano da Área das Ciências Económicas e Sociais, vão deslocar-se a Estrasburgo, no final do mês de Março, a convite da eurodeputada Dr.ª Ana Gomes.


A visita ao PE na Comunicação Social

Jornal de Espinho Defesa de Espinho JN


publicado por codigo430 às 09:45
link do post | comentar | favorito
|

Portugal e a União Europeia

Conferência sobre o 20.º Aniversário da adesão de Portugal à União Europeia
Com os Deputados ao Parlamento Europeu

Dr.ª Ilda Figueiredo

Dr. José Silva Peneda

No dia 15 de Dezembro de 2006, realizou-se no anfiteatro da Escola Secundária Dr. Manuel Laranjeira um colóquio, com a Dr.ª Ilda Figueiredo e o Dr. Silva Peneda, deputados ao Parlamento Europeu,  relacionado com os 20 anos de adesão de Portugal à União Europeia, então CEE, que ocorreu a 1 de Janeiro de 1986.

A palestra, iniciativa do Grupo de Economia e Contabilidade, foi aberta à comunidade escolar, particularmente aos alunos do 12.º ano e aos alunos do 10.º ano da área das ciências económicas e sociais.

O debate, introduzido pela Dr.ª Maria Ricardo, presidente do Conselho Executivo, foi vivo e interessante, com os dois conhecidos oradores a expressarem as suas opiniões de forma vincada e compreensível.

No período de perguntas e respostas, que se seguiu, os alunos formularam um numeroso e pertinente conjunto de questões, atentamente escutadas e respondidas pelos dois interlocutores.

A acção atingiu plenamente os seus objectivos. Os alunos puderam contactar e indagar directamente dois representantes eleitos nas instituições europeias sobre os problemas que os preocupam.

Naturalmente, a sua concretização só foi possível pela boa vontade revelada pelos dois eurodeputados, que não deixaram de atender ao pedido que lhes foi formulado apesar da semana preenchida com os trabalhos no Plenário do Parlamento Europeu e de outros compromissos a que também tinham de responder, pelo empenho dos professores do Grupo de Economia, do Conselho Executivo, dos demais professores envolvidos, dos funcionários que prepararam as instalações e dos alunos - alguns dos quais desenvolvem o tema do ‘Parlamento Europeu’ na sua Área de Projecto - que souberam estar ao nível do que melhor se espera deles e se sabe serem capazes.

 

 

Fotos da conferência

Intervenção da Dr.ª Maria Ricardo, do Dr. Silva Peneda e da Dr.ª Ilda Figueiredo
O Dr. Albertino Pinto, a Dr.ª Maria Ricardo com a Dr.ª Ilda Figueiredo e o Dr. Silva Peneda.
Professores e alunos assistindo à conferência, na primeira fila, a Dr.ª Isabel Amaral, a Dr.ª Fernanda Coimbra e a Dr.ª Francelina Pinto
O Dr. Joaquim Proença com a Dr.ª Ilda Figueiredo


 

 



publicado por codigo430 às 09:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Sexta-feira, 16 de Março de 2007
O RENDIMENTO PER CAPITA

O Rendimento per capita é um indicador económico que permite conhecer melhor o poder de compra da população de um país.

 

Determina-se do seguinte modo:

Rendimento per capita = Rendimento nacional

                                      População total

 

Este indicador é utilizado para estabelecer comparações entre diferentes regiões e países, tornando possível, em certa medida, verificar o desenvolvimento social e económico de um país.

 

Embora o Rendimento per capita seja um indicador importante, ele apresenta algumas limitações que se devem ao facto de:

 

- por representar uma média, esconde desigualdades na forma como a riqueza de um país está distribuída pela população, ou pelas diferentes regiões do país.

 

- por ser calculado a partir de dados fornecidos pelos valores da economia formal (declarados), não engloba os valores e os rendimentos da economia paralela, que nos países menos desenvolvidos, representam uma parte significativa da sua riqueza.

 

- por representar um valor global, o Rendimento per capita não discrimina a natureza da riqueza. Um país pode ser rico em termos económicos, mas ainda pobre em termos sociais, culturais, ambientais, etc. A sua população pode não beneficiar de um bom sistema educativo; ter cuidados de saúde que aumentem a esperança e a qualidade de vida, etc.

 

Para ultrapassar as limitações do indicador Rendimento per capita e, para se conseguirem conhecimentos mais aprofundados sobre a realidade social dos países, recorre-se aos seguintes elementos de correcção:

- curvas de Lorenz que evidenciam as desigualdades na repartição dos rendimentos

- inclusão de elementos disponíveis sobre o valor da economia paralela

- recurso ao indicador Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) o qual inclui dados sobre educação e saúde, para além de valores económicos

 

O Índice do Desenvolvimento Humano (IDH) inclui os indicadores:

- PIB p.c. real, baseado na paridade do poder de compra

- esperança média de vida à nascença

- taxa de alfabetização de adultos e taxa de escolaridade combinada dos ensino primário, secundário e superior

 

A curva de Lorenz é um diagrama que representa, por classes percentuais, a parte do rendimento que cabe a cada grupo da população, permite avaliar a desigualdade entre as classes de rendimentos.

Prof. Joaquim Proença


tags:

publicado por codigo430 às 09:57
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 15 de Março de 2007
O nosso lar!
Simplesmente Belo
Clique nas imagens para ver a Terra ao vivo, via satélite, em tempo real!

Para actualizar, para observar o efeito da rotação da Terra, carregar em F5 de 5 em 5 minutos, por exemplo.
Pode-se clicar em qualquer lugar do globo para fazer dele o ponto central de observação.
Cortesia da Dr.ª Olívia Soares


publicado por codigo430 às 15:33
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Anorexia, a doença mental mais mortífera
Jennifer Lopez
Jennifer Lopez

Julgo que muito se fala em anorexia, mas poucos conselhos práticos são dados aos pais e aos que sofrem desta doença mental cuja cura pode ser tão difícil. Por vezes, refere-se a doença apenas a pretexto de se publicarem imagens chocantes de adolescentes sub-nutridas que mais não passam do que verdadeiros cadáveres em vida, por fora e sobretudo por dentro.

Por outro lado, aponta-se ao culto do corpo perfeito (leia-se, magríssimo) a origem desta nova doença que nos choca por ser injusta de um modo tão flagrante: é precisamente no auge da sua beleza que as adolescentes decidem que são feias e tomam a decisão de castigarem, auto-mutilando-se. Não querendo promover esse culto, decidi trazer a imagem acima, prova de que um corpo belo não tem de ser e não deve ser magro.

A informação útil que tento aqui deixar vai, desta vez, no sentido de reconhecer a doença, passo primeiro para o processo de cura.

Sofres de anorexia nervosa ou bulimia nervosa?

1. Obrigas-te a vomitar porque te sentes cheia demais?
2. Receias ter perdido o controle sobre a quantidade de comida que comes?
3. Perdeste recentemente 6.4 kg ou mais num período de 3 meses?
4. Achas que és demasiado gorda(o), mesmo que os outros te digam que és magra(o) demais?
5. Dirias que a comida domina a tua vida?
Cada resposta positiva vale um ponto.
Duas ou mais positivas indica que podes sofrer ou de anorexia ou de bulimia.
(teste desenvolvido por: St George's Hospital Medical School, University of London)

outro teste:

Estás em risco de sofrer uma desordem alimentar?
1. Embora me digam que estou magra(o), sinto-me gorda(o)
2. Fico ansiosa(o) se não posso fazer exercício físico.
3. Preocupo-me com o que como.
4. Se ganho peso, sinto-me ansiosa(o) e deprimida(o).
5. Sinto-me culpada(o) quando como.
6. Antes queria morrer do que ser gorda(o).
7. Prefiro comer sozinha(o) do que com a família ou com amigos.
8. Não falo sobre o meu medo de ficar gorda - ninguém compreende.
9. Tenho comida escondida.
10. Quando como, tenho medo de não conseguir parar.
11. Minto sobre o que como.
12. Fico nervosa(o) quando as pessoas me dizem para comer.
13. Às vezes penso que o meu modo de comer ou de fazer exercício físico não é normal.
Número de respostas positivas:
1 a 3 - Preocupas-te com o peso e com a aparência. Pensa de novo. Não percas o controle.
4 a 6 - Razão para preocupação. Consulta um profissional da saúde.
mais de 7 - Podes estar em grave perigo. Deves ser avaliada(o) por um profissional da saúde o mais rápido possível.

Seja qual for o resultado do teste acima, deverás consultar um profissional da saúde se qualquer uma das afirmações seguintes for verdadeira:
- vomitas mais do que 3 vezes por dia
- amenorreia (menstruação ausente ou muito irregular)
- abuso de laxantes ou de outros medicamentos que provoquem o vómito
- perda de 15% do teu peso

(Teste acima do Dartmouth College. Do mesmo site, outro teste mais extenso, em inglês, aqui)

Os médicos, para chegar ao diagnóstico de anorexia, seguem em geral os seguintes critérios:
- o teu peso é 15% abaixo do peso normal para a tua idade e a tua altura
- tens pavor de ficar gorda(o) ou de ganhar peso, embora sejas demasiado magra(o)
- tens uma imagem distorcida do teu corpo e negas ter peso a menos
- já falhaste 3 períodos de seguida

---
Todos estes testes servem um propósito: fazer reconhecer aos doentes que o estão, fazer reconhecer aos familiares e amigos desses doentes que eles estão de facto doentes.

 
 
Temos ouvido falar de anorexia quase diariamente na TV. Ora morreu mais uma modelo/miúda no Brasil, ora a Espanha está nas notícias por ser o único país (!) do mundo a lutar contra esta doença. Não deixaria de ser agora uma boa ocasião para tomarmos o exemplo e fazermos algo definitivamente inovador.

A minha filha conta-me de algumas colegas que tiveram ou têm ainda este problema. Em todas as escolas encontramos estas miúdas tristes e sozinhas que gritam em silêncio por um carinho. Embora se fale de algumas predisposições genéticas, não há qualquer sombra de dúvida de que esta doença do tipo depressivo tem origem no ambiente onde vive a doente. Os pais são cinquenta por cento deste puzzle embora existam outros factores. A razão deste meu post, que eventualmente terá continuação, é expor os sintomas reveladores, no início, que quase sempre passam ao lado de pais que não olham vezes suficientes para os seus filhos até ser tarde demais:

- Desejo de perfeição exagerado
- Desejo de perfeição académica
- Falta de actividade sexual própria da idade
- Negar que se tem fome
- Dependência excessiva
- Imaturidade
- Isolamento social
- Comportamento obsessivo-compulsivo
- Dificuldade em sentir ou expressar afecto
- Depressão
- Desejo de controlo
- Baixo amor-próprio
- Ansiedade

Esta é uma lista de sinais, ainda não são anorexia, mas sim indicações de que a anorexia pode vir a acontecer. São uma chamada de atenção. Se a vigilância de pais, familiares e amigos não for intensa, estes sinais podem tornar vir a transformar-se nessa doença mortal, cujo tratamento dura obrigatoriamente alguns anos.

Com a devida vénia 'mdel'


publicado por codigo430 às 15:26
link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito
|

Quarta-feira, 14 de Março de 2007
Proteger as crianças
Clique na imagem


publicado por codigo430 às 12:00
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Quarta-feira, 7 de Março de 2007
Conceitos de Mercado e Lei da Procura e da Oferta

Mercado - 1: local onde podemos obter alguns dos bens de que precisamos

Mercado - 2: expressão associada à possibilidade de encontrar bens, serviços e factores de produção e de conhecer o respectivo preço. Ex. mercado de capitais; mercado de trabalho, etc.

Mercado - 3: Situação “ideal” onde se confrontam as intenções de produção dos produtores – a “oferta” de um bem ou serviço e – e as solicitações de consumo dos consumidores – a “procura” de um bem – de que resulta o “preço de mercado” para aquele bem, isto é, o preço para o qual a produção será toda vendida e toda a procura será satisfeita.

No mercado chega-se à compatibilização entre a oferta e a procura de um bem, para um certo preço.

 

PROCURA: define-se como o conjunto de bens e serviços que os consumidores estão dispostos a comprar aos diferentes preços. A procura descreve o comportamento dos consumidores, estabelecendo a relação existente entre os preços dos bens e as quantidades que os consumidores desejam consumir, no mercado, para aqueles preços.

PROCURA AGREGADA: representa a quantidade de bens e serviços procurados no mercado pela totalidade dos consumidores (particulares, empresas e Estado), para determinado preço.

LEI DA PROCURA:     a quantidade da procura de um bem varia na razão inversa do respectivo preço. Isto é, quanto mais elevado for o preço, menor a quantidade procurada.

FACTORES QUE INFLUENCIAM A PROCURA:

- o preço dos bens

- variações do rendimento dos consumidores

- variações no gosto dos consumidores

- variação no preço dos bens complementares

- variação no preço dos bens complementares ou dos bens sucedâneos

- sazonalidade

- aumento da população

- publicidade

- etc.

 

OFERTA: define-se como o conjunto de bens e serviços que os produtores estão dispostos a vender para cada preço. A oferta descreve o comportamento dos produtores, estabelecendo a relação existente entre os custos de produção e o preço de venda dos bens e serviços, uma vez que a actuação dos produtores visa a obtenção de lucro.

OFERTA AGREGADA: representa a quantidade de bens e serviços oferecidos no mercado pela totalidade dos produtores para determinado preço.

LEI DA OFERTA: a quantidade oferecida de um bem varia na razão directa do respectivo preço. Isto é, quanto mais elevado o preço, maior é a quantidade oferecida pelos produtores.

FACTORES QUE INFLUENCIAM A OFERTA:

- o preço de venda

- alteração dos factores de produção (alterações dos preços das matérias-primas, variações salariais; preço dos combustíveis, etc.)

- as mudanças tecnológicas

- a alteração dos preços dos bens complementares e dos bens sucedâneos

- a sazonalidade

- as condições climatéricas dos produtos agrícolas

- as previsões do produtor relativamente à relação preço-custo

-etc

Prof. Joaquim Proença

tags:

publicado por codigo430 às 10:24
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Segunda-feira, 5 de Março de 2007
Mudança Climática
Poluição, destruição do meio ambiente, aquecimento global! Estamos a caminhar para o abismo? Impõe-se tomar consciência. Alterar mentalidades e atitudes. Mudar, o perigo é perecermos!

aux arbres citoyens

 De um trabalho do Daniel Melo, aluno de Sociologia do 12.º F


publicado por codigo430 às 21:42
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Aquecimento global
Temas sérios também podem ser tratados com humor!

tags:

publicado por codigo430 às 20:29
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Sexta-feira, 2 de Março de 2007
O Carnaval no Atchim e na Cerci
Por iniciativa do 10.º L, do curso Profissional de Animação Sociocultural, sob a orientação da Dr.ª Fernanda Coimbra, docente da disciplina de Área de Estudo da Comunidade
Na cresce infantáro Atchim
     14/2/07
     
Na Cerci de Espinho
    15/2/07




publicado por codigo430 às 20:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 1 de Março de 2007
Evolução


tags:

publicado por codigo430 às 00:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Euro vs US Dollar
[Most Recent Exchange Rate from www.kitco.com]
Siouxsie And The Banshees - Dear Prudence
Coldplay - Paradise (Official)
Peter Gabriel - Games Without Frontiers
Je suis un homme - zazie
Vídeos
posts recentes

Fontes do Crescimento Eco...

El duro discurso de Marth...

¿Por qué el 'padre del iP...

A história de um Chef que...

Trabalho de pesquisa

Estatísticas do Turismo

Estrelas

Organizações Mundiais

Pent

Prova de Economia

links
tags

vídeos

opinião

cidadania

crise

democracia

economia

avaliação

globalização

humor

informação

outros temas

professores

actividades

música

enriquecimento

ambiente

sociologia

recursos

tve2

eua

informação vídeos

rtp

gripe

militarismo

videos

estudos

ensino

alunos

sic

estatísticas

escola

europeias

visitas de estudo

agricultura

poesia

fenprof

tvi

china

video

fome

divulgação

saramago

cef

iraque

profissional

vídeos tve2

galeano

leap

manifestações

pobreza informação

teoria

tve1

espinho

petróleo

técnico de secretariado

turismo

dia mundial

guerra

honduras

rosa

brasil

coltan

cultura

democracy

emigração

informação tve2

jn

laranjeira

outros temas vídeos

porto

sindicatos

colóquios

desigualdade

direito

economia tve2

estado

expresso

frases

galbraith

galeano tve2

gripe vídeos

obama

ocde

palestina

pedagogia

pobreza

privado

público

redes sociais

rt

técnico de comércio visitas de estudo

afeganistão

água informação vídeos

bbc

cgtp

chossudovsky

educação

fne

irão

manuel freire

todas as tags

Dívida Pública Mundial e por país

Tocar na imagem!
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
arquivos

Outubro 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Maio 2006