Blogue de opinião e divulgação.
Quarta-feira, 3 de Outubro de 2007
A integração económica

A integração económica é a supressão das barreiras existentes entre 2 ou mais países de modo a no futuro formarem um mercado alargado único.

 Há vários tipos de integração económica:

Sistema de Preferências Aduaneiras: 2 ou mais países concedem mutuamente algumas vantagens aduaneiras nas trocas comerciais que ocorrem entre ambos.

Zona de Comércio Livre: 2 ou mais países acabam com as restricções quantitativas e com os direitos aduaneiros nas trocas comerciais que ocorrem entre ambos.

União Aduaneira: 2 ou mais países acabam com as restricções quantitativas e com os direitos aduaneiros nas trocas comerciais que ocorrem entre ambos. Há ainda a elaboração de uma pauta exterior comum, ou seja, há a definição de um conjunto de normas que regem as trocas comerciais entre esses países e países que nao pertencem á União Aduaneira.

Mercado Comum: 2 ou mais países organizam-se de forma a suprimir totalmente as barreiras que impedem a livre circulação de pessoas, bens e capitais.É definida uma pauta exterior comum. São definidas politicas comuns para harmonizar os vários espaços económicos e sociais e minimizar os impactos da livre circulação.

União Económica: 2 ou mais países organizam-se de forma a assegurar a suprimir as barreiras que impedem a livre circulação de pessoas, bens e capitais.É definida uma pauta exterior comum. São definidas politicas comuns. Há uma total harmonização das politicas económicas, sociais, monetárias, fiscais e anti-ciclicas.

União Económica Total 2: ou mais países organizam-se de forma a assegurar a suprimir as barreiras que impedem a livre circulação de pessoas, bens e capitais. É definida uma pauta exterior comum. São definidas politicas comuns. Há uma total harmonização das politicas económicas, sociais, monetárias, fiscais e anti-ciclicas.É definido um orgão central coordenador de todas as politicas.

O Tratado de Maastricht, também conhecido como Tratado da União Europeia (TUE) foi assinado a 7 de Fevereiro de 1992 na cidade holandesa de Maastricht.

O Tratado da União Europeia é um elo fundamental para a criação de uma Europa unificada porque, pela primeira vez, ultrapassa o objectivo económico inicial da Comunidade de constituir um mercado comum e dá-lhe uma vocação de unidade política. Consagra oficialmente o nome de “União Europeia” que a partir daí substituirá o de Comunidade Europeia.

A estrutura do tratado da União é composta por três pilares:

Um pilar central comunitário:

·         composto pelo mercado único, a União Económica e Monetária (UEM), a reforma da Política Agrícola Comum, os Fundos Estruturais e o Fundo de Coesão e a ampliação da noção de cidadania dos cidadãos da UE;

Dois pilares intergovernamentais:

  • O da  Política Externa e Segurança Comum  (PESC);
  • O da cooperação em matéria de Justiça e Assuntos Internos (JAI)

 

CIDADANIA EUROPEIA

A cidadania europeia possibilita certos direitos e privilégios no seio da União Europeia; em muitas áreas os cidadãos europeus têm os mesmos ou similares direitos que os cidadãos nativos de outro Estado-membro. Entre os direitos de que gozam os cidadãos europeus destacam-se:

·         o direito da liberdade de movimento e residência em qualquer país membro da União e o direito de pleitear postos de trabalho em qualquer esfera (incluindo serviço civil à excepção de posições delicadas como a Defesa) (artigo 18).

·         o direito de voto e o direito de se candidatar às eleições locais (municipais) e europeias em qualquer Estado-membro sob as mesmas condições que os nacionais do Estado em que reside (artigo 19).

·         o direito de protecção pelas autoridade diplomático-consulares de outro Estado-membro num país extracomunitário, no caso de não haver representação diplomático-consular do Estado do qual o cidadão é nacional (artigo 20).

 

UNIÃO ECONÓMICA E MONETÁRIA (UEM)

A União Económica e Monetária (UEM) designa um processo destinado a harmonizar as políticas económicas e monetárias dos Estados Membros da União, com o objectivo de instaurar uma moeda única, o euro. A UEM foi objecto de uma Conferência Intergovernamental (CIG), realizada em Dezembro de 1991, em Maastricht.

 

 

CRITÉRIOS DE CONVERGÊNCIA PARA A UEM

§         A relação entre o défice orçamental e o produto interno bruto não deve exceder 3%  e a  relação entre a dívida pública e o produto interno bruto não deve exceder 60 %.

§         Um elevado grau de estabilidade dos preços e uma taxa média de inflação (ao longo do ano que antecede a análise) que não pode exceder em mais de 1,5 pontos percentuais a verificada nos três Estados-Membros com melhores resultados em termos de estabilidade dos preços.

§         A taxa de juro nominal média a longo prazo não deve exceder em mais de 2 pontos percentuais a verificada nos três Estados-Membros com melhores resultados em termos de estabilidade dos preços.

§         As margens de flutuação normais previstas no mecanismo de taxas de câmbio devem ser respeitadas, sem tensões graves, durante, pelo menos, os últimos dois anos anteriores à análise.

Estes critérios de convergência têm por objectivo assegurar que o desenvolvimento económico da UEM seja equilibrado e evitar que provoque tensões graves entre os Estados-Membros

POLÍTICA MONETÁRIA


Política monetária é a actuação das autoridades monetárias sobre a quantidade de moeda em circulação, de crédito e das taxas de juros controlando a liquidez global do sistema económico.

A Política Monetária age directamente sobre o controlo da quantidade de dinheiro em circulação, visando defender o poder de compra da moeda. Tal prática pode ser expansionista ou restritiva. Em uma política monetária restritiva, a quantidade de dinheiro em circulação é diminuída, ou mantida estável, com o objetivo de  arrefecer a economia e evitar o aumento dos preços. Em uma política monetária expansionista, a quantidade de dinheiro em circulação é aumentada, com o objetivo de aquecer a procura e incentivar o crescimento económico. Cabe ressaltar que a política monetária expansionista visa criar condições para o crescimento económico, porém não o determina.

PARLAMENTO EUROPEU:

 Parlamento Europeu é a expressão democrática de 374 milhões de cidadãos europeus. Constitui assim a Assembleia eleita nos termos dos Tratados. No Parlamento Europeu estão representadas, a nível de formações políticas paneuropeias, as grandes tendências políticas existentes nos países membros. Tem sede em Estrasburgo, na França.

CONSELHO EUROPEU

Conselho Europeu reúne os chefes de Estado e de governo dos Estados Membros da União Europeia e o Presidente da Comissão. Criado em 1974, foi institucionalizado em 1986 pelo Acto Único Europeu.

Prof. Joaquim Proença

tags:

publicado por codigo430 às 18:40
link do post | comentar | favorito
|

Euro vs US Dollar
[Most Recent Exchange Rate from www.kitco.com]
Siouxsie And The Banshees - Dear Prudence
Coldplay - Paradise (Official)
Peter Gabriel - Games Without Frontiers
Je suis un homme - zazie
Vídeos
posts recentes

Fontes do Crescimento Eco...

El duro discurso de Marth...

¿Por qué el 'padre del iP...

A história de um Chef que...

Trabalho de pesquisa

Estatísticas do Turismo

Estrelas

Organizações Mundiais

Pent

Prova de Economia

links
tags

vídeos

opinião

cidadania

crise

democracia

economia

avaliação

globalização

humor

informação

outros temas

professores

actividades

música

enriquecimento

ambiente

sociologia

recursos

tve2

eua

informação vídeos

rtp

gripe

militarismo

videos

estudos

ensino

alunos

sic

estatísticas

escola

europeias

visitas de estudo

agricultura

poesia

fenprof

tvi

china

video

fome

divulgação

saramago

cef

iraque

profissional

vídeos tve2

galeano

leap

manifestações

pobreza informação

teoria

tve1

espinho

petróleo

técnico de secretariado

turismo

dia mundial

guerra

honduras

rosa

brasil

coltan

cultura

democracy

emigração

informação tve2

jn

laranjeira

outros temas vídeos

porto

sindicatos

colóquios

desigualdade

direito

economia tve2

estado

expresso

frases

galbraith

galeano tve2

gripe vídeos

obama

ocde

palestina

pedagogia

pobreza

privado

público

redes sociais

rt

técnico de comércio visitas de estudo

afeganistão

água informação vídeos

bbc

cgtp

chossudovsky

educação

fne

irão

manuel freire

todas as tags

Dívida Pública Mundial e por país

Tocar na imagem!
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
arquivos

Outubro 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Maio 2006