Blogue de opinião e divulgação.

Quarta-feira, 11 de Abril de 2012
A crise não ajuda a natalidade


publicado por codigo430 às 02:57
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009
Llegó la hora de poner fin a la globalización?

 

Walden Bello

El actual desplome global, el peor desde la Gran Depresión de hace 70 años, vino a remachar el último clavo en el ataúd de la globalización. Ya asediada por unos hechos que mostraban el incremento de la pobreza y de la desigualdad cuando los países más pobres experimentaron poco o ningún crecimiento económico, la globalización se ha visto terminalmente desacreditada en los dos últimos años, cuando el proceso, anunciado a bombo y platillo, de la interdependencia financiera y comercial invirtió su marcha para convertirse en correa de transmisión, no de prosperidad, sino de crisis y colapso económicos.
Continuar a ler:
 


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009
Começa a protestar-se nos EUA contra os bancos

 

 

E a exigir uma verdadeira reforma financeira que não seja apenas encher os bolsos aos bancos com o dinheiro dos contribuintes.
 

tags: ,

publicado por codigo430 às 22:04
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 18 de Outubro de 2009
Protestos em França: agricultores pedem novos apoios para combater queda de preços

 

Já não pode haver dúvidas, a organização económica que vigora actualmente, a chamada globalização, é extremamente agressiva para os povos, muito embora tenha assegurado fabulosos lucros às multinacionais.

 

Claro que as pessoas protestam. Já não aguentam mais. E, neste caso, é muito significativo que os agricultores franceses tenham ignorado uma longa tradição existente em França, segundo a qual, manifestações e acções de protesto nunca se fariam nos Champs- Elysées

 

Evidentemente, acreditar que aqueles que conduziram à crise serão capazes de a solucionar é crer demais.

 


publicado por codigo430 às 06:16
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009
Para estes, falar de crise não faz qualquer sentido, obviamente

 

Wall Street ainda compensa, há 140 mil milhões para salários este ano

As principais firmas financeiras norte-americanas estão prestes a pagarem aos seus colaboradores este ano 140 mil milhões de dólares, o valor mais elevado de sempre.

 

[...] se tudo decorrer como previsto, os bónus no sector financeiro deverão aumentar 20% em relação ao ano passado.

 

Os observadores notam que este aumento demonstra a velocidade a que os bónus dos banqueiros estão a aumentar, apesar da tentativa das autoridades em limitar esses vencimentos.

 

“Os bónus desempenharam um papel na origem da crise financeira e apesar disse nada mudou”, lamenta J. Robert Brown, perito em ‘governance’, citado pelo “Wall Street Journal”.

 

[...] Goldman Sachs, um banco que deverá pagar aos seus executivos bónus no valor de 22 mil milhões de dólares (15 mil milhões de euros) este ano.

Económico
 


publicado por codigo430 às 12:00
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009
Casas penhoradas pela banca batem recorde em 2009

 

Este ano, as duas leiloeiras de imóveis penhorados pelos bancos já leiloaram quase 1.600 imóveis, o que compara com 2.100 de todo o ano de 2008
Ler em Económico
 

É um pouco estranho. Quando se meteram em problemas, os bancos foram logo socorridos com quantidades sem fim de dinheiro dos contribuintes.

 

Mas para as famílias, seus clientes, não parece haver apoio algum nas dificuldades. Permite-se aos bancos, que sobreviveram em boa medida graças ao dinheiro público, que executem implacavelmente as penhoras, calcando legítimos direitos e aspirações, destruindo sonhos de uma vida.

 

Não é assim por imperativo económico. Mas por pura opção por um determinado caminho: aquele em que as pessoas só contam pelo que forem capazes de pagar.

 


publicado por codigo430 às 23:19
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Setembro de 2009
Desigualdade social nos EUA

 

 
 


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 19 de Setembro de 2009
Uma visão da crise

 

 A opinião de Rick Wolff, Professor de Economia na Universidade de Massachusetts – Amherst. Autor de muitos livros e artigos , incluíndo (c/ Stephen Resnick) Class Theory and History: Capitalism and Communism in the USSR (Routledge, 2002) e (c/ Stephen Resnick) New Departures in Marxian Theory (Routledge, 2006). Acerca da crise económica actual ver o seu filme documentário Capitalism Hits the Fan, em www.capitalismhitsthefan.com
 


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
Isto não é recessão — É uma demolição planeada

 

por Mike Whitney

O crédito não está a fluir. De facto, o crédito está a contrair. Isto significa que as coisas não estão a ficar melhor, elas estão a ficar pior. Quando o crédito se contrai numa economia guiada pelo consumidor, coisas más acontecem. O investimento em negócios cai, o desemprego eleva-se, as receitas afundam e o PIB encolhe. O Fed gastou mais de um milhão de milhões (trillion) de dólares a tentar fazer com que consumidores começassem a tomar empréstimos outra vez, mas sem êxito. Os motores do crédito do país estão a ranger para uma paragem.
[...] O povo trabalhador não está a ser esmagado por acidente, mas sim de acordo com um plano. Este é o caminho pelo qual o sistema é suposto funcionar. Bernanke sabe que procura sustentada exige salários mais altos e uma classe média vital. Mas o que lhe importa. Ele não é um servidor público. Ele trabalha para os bancos. Eis porque as políticas monetárias do Fed reflectem os objectivos da classe investidora. A economia da bolha (bubblenomics) não é o caminho para uma economia forte/sustentável, mas sim uma ferramenta efectiva para comutar riqueza de uma classe para outra. A tarefa do Fed é facilitar tal objectivo, razão porque a economia está a dirigir-se para as rochas.
Artigo completo
 


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009
Uma vaga de incumprimentos está a aproximar-se

 

 

Políticos falam de rebentos verdes, o que sugeriria que o pior da crise está para trás e que uma recuperação sólida está prestes a começar. Infelizmente, tal conversa é prematura e com toda probabilidade factualmente errada. Surpresas sérias ainda permanecem logo ali na esquina. O máximo que podemos hoje dizer é que o pior do pânico financeiro, e a queda resultante no produto global, provavelmente está ultrapassado. A crise foi contida. Isto na verdade deve ser saudado. Mas será que ela desapareceu para sempre?
por Luigi Guiso - Professor de teoria económica no European University Institute, Florença.
Artigo completo em resistir.info


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009
Guatemala vive calamidade pública

 

Falta referir o que geralmente não é referido: As desigualdades na distribuição de rendimento, de que resultam as desigualdades sociais.

 

E falta ainda questionar um princípio do funcionamento da sociedade: "Quem quer comida tem de a pagar."

 

Porque a responsabilidade não pode ser assacada aos factores naturais apontados, que simplesmente vieram mostrar a extrema fragilidade da organização social existente.

 


publicado por codigo430 às 14:16
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 1 de Setembro de 2009
Casino Estoril pondera despedimentos

 

É a velha receita, não sabem outra: despedir quem em nada contribuiu para os problemas. Querem uma sugestão, já que dizem que congelaram os vencimentos de topo? Porque não reduzem esses vencimentos para o nível salarial dos trabalhadores que querem despedir enquanto dura a crise, por exemplo.
 


publicado por codigo430 às 18:20
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Segunda-feira, 31 de Agosto de 2009
Em desespero de causa

 

 

A garantia de emprego devia ser a primeira preocupação dos governantes. Mas não é.

 

Mas colocação para eles e para os familiares têm eles sempre assegurada.

 


publicado por codigo430 às 18:27
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 30 de Agosto de 2009
A realidade por trás da "recuperação" económica

 

Os meados de Agosto de 2008 foram um momento peculiar na economia dos EUA. A Wall Street, os grandes bancos e os media estiveram sobretudo a celebrar a "recuperação económica". Enquanto isso, os americanos médios estiveram a sofrer níveis recorde de desemprego, insegurança de emprego, arrestos de lares, ansiedades quanto à dívida pessoal e as preocupantes tensões e cóleras que inevitavelmente resultam daí. Um economista referiu-se aos EUA como "uma nação, duas economias nacionais" . Dois conjuntos particulares de dados económicos de Agosto revelam o aprofundamento do divisor económico por trás da conversa da "recuperação".
 


publicado por codigo430 às 18:26
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 26 de Agosto de 2009
O número de casas em leilão está a aumentar comparativamente ao ano passado

 

É de difícil compreensão que tenham sido disponibilizados 20 mil milhões de euros de dinheiro público para socorrer os bancos e, ao mesmo tempo, se lhes permite continuar com o arresto de habitações como dantes.

 

Do mesmo modo, não se entende bem que, para os bancos, o auxílio governamental não tenha faltado, mas já esteja completamente ausente para as famílias em risco de perder a sua habitação, como muitas vezes acontece.

 Se foi possível socorrer os bancos, com quantidades fenomenais de dinheiro, porque não se pode ocorrer aos portugueses em dificuldades, o que certamente nem exigiria tanto dinheiro?
 


publicado por codigo430 às 12:12
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 25 de Agosto de 2009
O parasitismo do sector financeiro

 

 

Fred Harrison: Como fazer para resolver o problema da dívida?

Michael Hudson: O único meio de fazer isso é eliminar (wipe out) as dívidas que não podem ser pagas. Se uma hipoteca é de US$500 mil sobre uma casa de US$250 mil, você tem de reduzir o valor (write down) da hipoteca ao preço do mercado e tem de permitir que os credores assumam uma perda pelos seus maus empréstimos.
FH: O salvamento dos bancos está a resolver esta crise financeira?

MH: Não, o salvamento dos bancos é apenas para pagar os credores e dar-lhes o dinheiro para os empréstimos bancários, sem dar um centavo de alívio de dívida aos devedores reais. Tudo isto significa que o governo está a assumir a posição credora, expulsando os proprietários das casas e lançando as casas no mercado.
[...]
FH: Então porque os governos não estão a fazer isso, a cancelar as dívidas, ou permitir que as dívidas sejam canceladas?

MH: Pergunta muito boa. A razão é que o maior contribuidor para as campanhas políticas é o Sector Financeiro e os governos têm como opção salvar a economia ou salvar os credores que fizeram maus empréstimos. Eles disseram: "Não nos importamos com a economia, estamos a salvar os credores que são a nossa clientela". E é isso que os governos estão hoje a fazer. Eles não estão a salvar a economia, estão a salvar a sua clientela, os credores: estão a salvar a City de Londres, estão a salvar a Wall Street e estão a salvar a bolsa e a deixar a economia definhar. E até que o governo salve a economia e rebaixe as dívidas até à capacidade para pagar não há maneira de haver uma recuperação.
FH: Está a dizer, então, que os governos estão a actuar de má fé?

MH: Eles não estão a actuar democraticamente. O que os governos têm feito tem sido transformar uma Democracia numa Oligarquia. E estamos a ver uma Oligarquia e, de facto, é uma Cleptocracia que emerge aqui. E se os governos não estão a fazer o que o povo espera que façam eles não estão a representar os interesses dos seus constituintes.
[...]
FH: Mas, veja, tivemos economistas com Prémio Nobel a ensinarem hedge funds a operar. Está a dizer que eles são ignorantes em matemática?

MH: Bem, é uma boa pergunta. Veja-se o facto de que o Long Term Credit Management faliu utilizando vencedores do Prémio Nobel. Os modelos matemáticos que ganham os Prémio Nobel conduziram a 450 milhões de milhões de dólares de contratos derivativos que agora são lixo. Assim, aquilo a que dão o Prémio Nobel é à matemática lixo que tem levado a derivativos lixo e hipotecas lixo. Foi isso que aconteceu.
artigo completo em resistir.info
 


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Agosto de 2009
A Doutrina do Choque
Em A Doutrina do Choque, Naomi Klein põe um fim ao mito de que o mercado livre global triunfou democraticamente. Expondo o modo de pensar, o rasto do dinheiro e os fios de marioneta por detrás das crises e guerras mundiais das últimas quatro décadas, A Doutrina do Choque é a história absorvente de como as políticas de "mercado livre" da América têm vindo a dominar o mundo - através da exploração de povos e países em choque devido a inúmeros desastres.

Na conjuntura mais caótica da guerra civil do Iraque, é apresentada uma nova lei que permitiria à Shell e à BP reclamar para si as vastas reservas petrolíferas do país... Imediatamente a seguir ao 11 de Setembro, a administração Bush concessiona, sem alarido, a gestão da "Guerra Contra o Terror" à Halliburton e à Blackwater... Depois de um tsunami varrer as costas do sudeste asiático, as praias intocadas são leiloadas ao desbarato a resorts turísticos… Os residentes de Nova Orleães, espalhados pelo furacão Katrina, descobrem que as suas habitações sociais, os seus hospitais e as suas escolas jamais serão reabertas… Estes acontecimentos são exemplos da "doutrina de choque": o aproveitamento da desorientação pública no seguimento de enormes choques colectivos - guerras, ataques terroristas ou desastres naturais - para ganhar controlo impondo uma terapia de choque económica. Por vezes, quando os dois primeiros choques não são bem sucedidos em eliminar a resistência, é empregue um terceiro choque: o eléctrodo na cela da prisão ou a arma Taser nas ruas.

Baseado em investigações históricas inovadoras e em quatro anos de relatos no terreno em zonas de desastre, A Doutrina do Choque mostra de forma vívida que o capitalismo de desastre - a rápida reorganização corporativa de sociedades que tentam recuperar do choque - não começou com o 11 de Setembro de 2001. O livro traça um percurso das suas origens que nos leva há cinquenta anos atrás, à Universidade de Chicago sob o domínio de Milton Friedman, que produziu muitos dos principais pensadores neoconservadores e neoliberais cuja influência, nos nossos dias, ainda é profunda em Washington. São estabelecidas novas e surpreendentes ligações entre a política económica, a guerra de "choque e pavor" e as experiências secretas financiadas pela CIA em electrochoques e privação sensorial na década de 1950, pesquisa essa que ajudou a escrever os manuais de tortura usados hoje na Baía de Guantanamo.

A Doutrina do Choque segue a aplicação destas ideias através da nossa história contemporânea, mostrando em assombroso detalhe a forma como eventos do conhecimento geral têm sido palcos activos e deliberados para a doutrina do choque, contando-se entre eles: o golpe de estado de Pinochet no Chile em 1973, a Guerra das Malvinas em 1982, o massacre na Praça de Tiananmen em 1989, o colapso da União Soviética em 1991, a Crise Financeira Asiática em 1997 e o furacão Mitch em 1998.

 

 


publicado por codigo430 às 12:02
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 23 de Agosto de 2009
Sim!?

 

Dinheiro português enviado para "off-shore" superou os seis mil milhões de euros (um aumento de 13,4 por cento face a igual período de 2008)

O dinheiro que os portugueses enviaram para os “off-shores” chegava e sobrava para construir um novo aeroporto de Lisboa e a terceira travessia sobre o Tejo, revelam os dados do Banco de Portugal. Dos mais de seis milhões de euros de portugueses nestas zonas em 2009, 1,4 mil milhões foram investidos em Maio.
tsf
 

Sim, "os portugueses"!? Sempre gostava de saber o nome desses portugueses, não vá o meu estar incluído. Querem ver que os portugueses andam a colocar dinheiro nos "paraísos fiscais" sem saber?

 

O Banco de Portugal podia desfazer estas dúvidas, divulgando, ao menos quantos são esses portugueses.

 

Sempre era uma informação mais precisa e de acordo com os pergaminhos de competência e fiabilidade que é suposto esse Banco ter.

 


publicado por codigo430 às 19:56
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009
Coisas feias estão a acontecer nos EUA

 

Now anti-Obama protesters toting ASSAULT rifles turn up at presidential rally... but they still aren't breaking the law.

About a dozen people carrying guns - including at least two toting military-style assault rifle - milled among protesters outside the convention centre where President Barack Obama was giving a speech yesterday.

 

Gun-rights advocates say they are exercising their constitutional right to bear arms and protest, while those who argue for more weapons control say it could be a disaster waiting to happen.

 
 
 

Crecen en EE.UU. los grupos de ultraderecha, racistas y xenófobos

 
Os EUA têm uma longa tradição de violência e pavoroso extremismo. Oxalá essa hidra não esteja a renascer de novo.
 


publicado por codigo430 às 12:19
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 20 de Agosto de 2009
Faça-se banqueiro, para não sofrer com a crise

 

Banco Carregosa lucra 490 mil euros
O Banco Carregosa teve lucros de 490 mil euros no primeiro semestre, um crescimento de 47% face a igual período de 2008. Já os resultados antes de impostos chegaram aos 791 mil euros
Ler no Sol
 


publicado por codigo430 às 12:49
link do post | comentar | favorito
|

Euro vs US Dollar
[Most Recent Exchange Rate from www.kitco.com]
Siouxsie And The Banshees - Dear Prudence
Coldplay - Paradise (Official)
Peter Gabriel - Games Without Frontiers
Je suis un homme - zazie
Vídeos
posts recentes

A crise não ajuda a natal...

Llegó la hora de poner fi...

Começa a protestar-se nos...

Protestos em França: agri...

Para estes, falar de cris...

Casas penhoradas pela ban...

Desigualdade social nos E...

Uma visão da crise

Isto não é recessão — É u...

Uma vaga de incumprimento...

links
tags

vídeos

opinião

cidadania

crise

democracia

economia

avaliação

globalização

humor

informação

outros temas

professores

actividades

música

enriquecimento

ambiente

sociologia

recursos

tve2

eua

informação vídeos

rtp

gripe

militarismo

videos

estudos

ensino

alunos

sic

estatísticas

escola

europeias

visitas de estudo

agricultura

poesia

fenprof

tvi

china

video

fome

divulgação

saramago

cef

iraque

profissional

vídeos tve2

galeano

leap

manifestações

pobreza informação

teoria

tve1

espinho

petróleo

técnico de secretariado

turismo

dia mundial

guerra

honduras

rosa

brasil

coltan

cultura

democracy

emigração

informação tve2

jn

laranjeira

outros temas vídeos

porto

sindicatos

colóquios

desigualdade

direito

economia tve2

estado

expresso

frases

galbraith

galeano tve2

gripe vídeos

obama

ocde

palestina

pedagogia

pobreza

privado

público

redes sociais

rt

técnico de comércio visitas de estudo

afeganistão

água informação vídeos

bbc

cgtp

chossudovsky

educação

fne

irão

manuel freire

todas as tags

Dívida Pública Mundial e por país

Tocar na imagem!
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
arquivos

Outubro 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Maio 2006