Blogue de opinião e divulgação.

Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014
Milhões ou biliões? Uff, que confusão!

 

 
Como escrever: biliões ou milhares de milhões?

A escrita dos grandes números obedece às regras aprovadas na 9ª Conferência Geral dos Pesos e Medidas (CGPM), em 1948. Estas regras foram adoptadas oficialmente em Portugal, pelas Portarias nºs 14 608 e 17 052, respectivamente de 11 de Novembro de 1953 e 4 de Março de 1959.

Assim, definiu-se que os milhões, biliões, etc. são formados de acordo com a regra “N”1:

Deste modo, tem-se

1Nos EUA segue-se a regra “n-1”, originando sempre confusão na comunicação social, falado ou escrita, quando se refere “biliões” que na Europa são “milhares de milhões”
 
Mil milhões ou biliões? Veja a diferença...
A confusão é habitual e voltou esta semana à baila com a apresentação do plano de Obama: afinal, um "billion" americano é o mesmo que um "bilhão" no Brasil e que... "mil milhões" em Portugal. Veja aqui a escala.
Quando o Negócios publicou esta semana a notícia "Fundos para activos tóxicos podem chegar a dois biliões de dólares nos EUA", recebi e-mails de leitores duvidando ou mesmo desmentindo. Afinal, diziam, eram triliões, não biliões! Bastava ler nos jornais americanos que o plano envolvia "up to two trillion"...

Caros leitores, não há erro: tanto as notícias americanas (trillion) como a do Negócio(bilião) estão correctas. É que há duas escalas para números grandes, a chamada escala longa utilizada na maioria dos países europeus; e a curta,usada em países de língua inglesa, incluindo os Estados Unidos, mas também o Brasil.

Segundo o sítio Ciberdúvidas, "a regra de que um bilião é um milhão de milhões para Portugal foi estabelecida pela norma portuguesa NP-18, 1960. É também esta a prática em Espanha, Itália, França, Inglaterra, Alemanha, etc." O mesmo sítio esclarece que "só até ao milhão é que a terminologia é a mesma na Europa e nos EUA".Depois, muda, conforme a tabela de cima.

O problema coloca-se sobretudo no mundo financeiro, em que a linguagem (e também a métrica) anglosaxónica é muito usada.

Já agora, há outra diferença: no nosso sistema de numeração, separamos os milhares por espaços, quando nos Estados Unidos é por vírgulas. Cá, a vírgula só serve para separar os números inteiros dos números decimais. Exemplo: "a empresa X facturou 1 200 milhões, uma subida de 12,5%".

Números são números, palavras são... palavras.
 
 


publicado por codigo430 às 00:00
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 13 de Maio de 2009
Informação do dia

 

CARTA ABERTA AO PRIMEIRO-MINISTRO DE PORTUGAL

 

(A Plataforma Sindical dos Professores)

 

Mário Nogueira: "É necessário, neste momento, que os professores manifestem as suas preocupações"

 

'Magalhães' pode aumentar miopia

 

A utilização do computador Magalhães pode fazer disparar os casos de miopia entre as crianças devido ao tamanho do portátil e às letras muito pequenas, que obrigam a uma leitura muito próxima, alertou hoje a Sociedade Portuguesa de Oftalmologia.

 

Ex-responsáveis da educação condenados a pena de prisão

Em causa está a colocação ilegal de uma professora em 2003 por influência de um ex-deputado do PSD. As penas foram suspensas.

 

Gripe A pode ter sido criada para testar nova vacina



publicado por codigo430 às 13:02
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 10 de Maio de 2009
Visitas surpresa?

 

Permanentemente, só para evitar a contestação? É de duvidosa ética. Um governante que sabe que não é desejado no país, ao ponto de ter de se deslocar em segredo, deveria ter a dignidade de proceder como é suposto acontecer em democracia: demitir-se.

 

Além do mais, a Sr.ª ministra, com indisfarçável ódio e sanha persecutória para com a classe docente,  deu corpo a uma política dita educativa, economicista de facto, baseada  em pressupostos (ideológicos) hoje completamente falidos.

 

A saber: "O Estado mínimo, o que era bom era reduzir o peso do Estado na economia e na sociedade. Era tudo para privatizar, incluindo a educação e outras funções sociais do Estado, que voltaria à configuração do século XIX, a seu cargo ficando apenas as forças militares e de segurança e pouco mais."

Essa ideologia retrógada, que disfarçaram de concepção científica, aplicada em toda a parte, conduziu à crise actual,  à crise no nosso país e no sector da educação em particular.

 

E é por isso que a Sr.ª ministra, não querendo assumir que errou, mantém-se no lugar, desloca-se sem se anunciar, por temor da justa indignação dos que tão gravemente prejudicou.

 
Há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não”
09-May-2009

7 de Maio de 2009, dia do patrono da ES/3 Dr. José Macedo Fragateiro. A Ministra da Educação aproveitou a efeméride para ir à escola entregar diplomas e, supostamente, ver a Escola antes das obras que aí vão ser realizadas. Tudo ocorreu com grande secretismo, mas, no próprio dia, adivinhava-se que a visita ia mesmo acontecer.

 

Ao final da tarde, no exterior, foram-se juntando professores/as de várias escolas de Ovar, vestidos de luto, que de mãos dadas em silêncio, foram ladeando a porta de entrada da escola, por onde presumivelmente passaria o carro da ministra.

Finalmente chegou, mas “num golpe de rins” o carro guinou para um portão lateral.

 

Maria de Lurdes Rodrigues teve medo daquele luto e daquele silêncio. A indignação foi tão grande que, espontaneamente, em coro (forte, muito forte) os professores gritaram: "há sempre alguém que resiste, há sempre alguém que diz não!". Foi um momento de grande emoção colectiva.


Dentro da escola os professores também vestiam de luto.


A ministra entro, falou, entregou diplomas, mas os professores mantiveram-se obstinadamente juntos e silenciosos. Depois o "Canto Décimo", também de luto vestido dedicou o seu canto aos professores portugueses, e à memória de José Fragateiro, evocando a frontalidade democrática que o caracterizava, e que o faria, certamente, estar ao lado dos professores, nestes tempos tão difíceis que estão a passar.

 

No fim da sessão, um grupo de professores entregou à Ministra um documento de protesto, que deixamos aqui, para que conste. A resistência continua! E a Ministra foi-se embora sem visitar a Escola.

Senhora Ministra da Educação

Excelência

 

Hoje, dia 7 de Maio de 2009, a nossa Escola – a Escola Secundária com 3.º Ciclo do E.B. José Macedo Fragateiro – está em festa.

 

Durante todo o dia foi possível verificar, em muitos dos nossos espaços interiores e exteriores, o profissionalismo, a dedicação e empenho dos professores, dos alunos e dos funcionários que integram o conjunto da nossa comunidade escolar.

 

Ao longo do dia, por entre todas as actividades aqui realizadas, pudemos também perceber e sentir o espírito e a presença do legado que nos deixou o nosso patrono, colega e companheiro de alguns de nós em tempos difíceis do nosso sistema educativo, o Dr. José Macedo Fragateiro.

 

O Dr. Fragateiro foi e continua a ser para nós um modelo de pedagogo que, sem alaridos nem arruaça, soube mostrar-nos (a professores, a alunos e a funcionários) como se deve combater pela liberdade, pela justiça e pela qualidade da escola pública. O Dr. Fragateiro foi e continuará a ser para nós um exemplo de cidadão que não verga a cerviz e não cede a tiques de autoritarismo ou à imposição de quaisquer tipo de mordaça ou inibição da liberdade e autonomia que deve reger o verdadeiro trabalho docente (um magistério!)  nem ficaria indiferente perante toda e qualquer manifestação de ataque à dignidade e prestígio da função docente. Se cá estivesse ainda, certamente estaria ao nosso lado e não aceitaria a perda da democracia na gestão das escolas nem alinharia com processos de pseudo-avaliação de desempenho docente nem com a divisão da nossa carreira em diferentes categorias.

 

Neste dia, portanto, que foi de festa e de alegria, não poderíamos deixar de lhe manifestar – em nome da grande maioria dos professores desta escola – a nossa tristeza e mágoa por tudo o que o seu Ministério nos tem feito e continua a fazer, destruindo a nossa vontade de trabalhar mais e sempre em prol da formação dos nossos alunos como cidadãos livres, críticos e independentes.

 

A senhora Ministra sabe certamente as razões por que lhe dizemos isto.

 

Professores da Escola Sec. José Macedo Fragateiro

O Norte da Escola Pública
 


publicado por codigo430 às 18:00
link do post | comentar | favorito
|

El poder de las pesadillas

 

Tercera y última parte de este documental producido por la BBC acerca del ascenso del partido republicano de EEUU, los islamistas radicales y la política del miedo de ambos. Primera parte http://video.google.es/videoplay?docid=-1171533565547195972&hl=es Segunda parte http://video.google.es/videoplay?docid=-6892642693802255729&hl=es

 


publicado por codigo430 às 12:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 9 de Maio de 2009
União Europeia

 

 


publicado por codigo430 às 18:00
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 3 de Maio de 2009
Fábricas Nucleares na UE

 

 

 


publicado por codigo430 às 18:00
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 2 de Maio de 2009
União Europeia

 

 


publicado por codigo430 às 18:00
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 30 de Abril de 2009
O que é isto?

 

Angela Sozio, Barbara Matera y Eleonora Gaggioli
São candidatas! São candidatas ao Parlamento Europeu. É com elas que Berlusconi quer caçar os votos. Os argumentos que apresentam são óbvios.

Berlusconi rastrea entre modelos y actrices para cerrar sus listas europeas

 

 
Berlusconi, junto a su esposa Veronica Lario

Veronica Lario afirma que la lista del partido de su marido es una «desvergüenza» para «diversión del emperador»

Las listas europeas de Berlusconi provocan el enfado monumental de su mujer

Veronica Lario, esposa del primer ministro italiano, Silvio Berlusconi, asegura que la candidatura de mujeres bellas en la lista del partido de su marido a las elecciones europeas es una "desvergüenza" para "diversión del emperador".


En unas declaraciones recogidas por toda la prensa italiana, Lario se refiere a la reciente polémica en Italia por la inclusión en las listas del Pueblo de la Libertad (PDL), de mujeres del mundo del espectáculo, entre ellas alguna participante en concursos televisivos.


La mujer de Berlusconi afirma que se trata de "una desvergüenza y una falta de discreción del poder", que ofende "la credibilidad de todas" las mujeres.


Lario dice compartir la opinión de quienes afirman que todo esto es "para diversión del emperador", en referencia a su marido, ya que a su juicio se trata de crear "basura sin pudor en nombre del poder".


En sus declaraciones Lario se felicita por el papel de las mujeres en el mundo empresarial y político y pone como ejemplos de ayer y hoy a la ex primera ministra británica Margaret Thatcher y a la actual canciller alemana, Angela Merkel.


No obstante, la esposa del líder italiano apunta que la belleza de las mujeres "no es un mérito, ni un demérito" en el campo de la política.


Lario quiere que quede claro que ella y sus hijos son "víctimas y no cómplices" de una situación que se ven obligados a "sufrir".


Según la esposa de Berlusocni, éste participó el domingo en la fiesta de cumpleaños de una joven de 18 años en Nápoles, algo que le sorprendió mucho ya que su marido "nunca" fue a las fiestas del 18 cumpleaños de sus hijos.


Las declaraciones de Lario llegan después de que la Fundación "Farefuturo", que preside el titular de la Cámara de Diputados de Italia, el derechista Gianfranco Fini, criticara con dureza desde su pagina web la utilización que hace Berlusconi de la figura femenina.


"Asistimos a una dirección del partido (Pueblo de la Libertad, PDL, al que pertenecen Fini y Berlusconi) que utiliza bellos rostros y bellos cuerpos de personas que no tienen nada que ver con la política con el objetivo de proyectar una falsa imagen de frescura y renovación", criticaba un artículo de la web de "Farefuturo".


Hace dos años Berlusconi debió pedir perdón a su mujer por sus "frivolidades", después de que ésta exigiese sus disculpas públicas por la falta de respeto que le mostró en una cena en la que cortejó descaradamente a otras mujeres.    Ler mais.

 


publicado por codigo430 às 18:00
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 19 de Abril de 2009
La nueva esclavitud

 

Un informe reciente que la OCDE titulado Is Informal Normal? proporciona datos elocuentes y estremecedores sobre las condiciones laborales en el planeta, entre los que saco los siguientes:


- En el mundo hay 1.800 millones (60%) de trabajadores sin contrato laboral ni protección social frente a 1.200 millones que sí lo tienen.


- De esos 1.800 millones, 700 millones ganan menos de 1,25 dólares diarios y 1.200 millones con menos de 2 dólares diarios.


- La proporción de trabajadores sin contrato ni protección social (excluyendo los trabajadores de la agricultura) es del 75% sobre el total de la población trabajadora en el Africa SubSahariana, del 66% en Asia del Sur y Sudeste, del 50% en América Latina, Oriente Medio y Africa del Norte, y del 25% en los llamados países europeos en transición. Pero el informe afirma que si se incluyesen los trabajadores de la agricultura la proporción sería mucho mayor. Del 90% en el Sudeste de Asía, por ejemplo.


- En lugar de disminuir, la informalización del trabajo tiende a crecer y lo hará especialmente como consecuencia de la actual crisis.


Se dice pronto: ¡el 60% de los trabajadores del mundo trabajan sin contrato y sin protección social! Y a ellos habría que añadir los que no trabajan ni tienen ingreso, y los que trabajan sin cobrar!


Lo sorprendente es que todavía se siga pensando que el capitalismo es el sistema que trae progreso y bienestar y que es insustituible. Podemos aceptar que aún no hayamos sido capaces de crear una alternativa sólida a este estado de cosas infernal e inhumano. Pero me parece que de ahí a establecer que esto es lo mejor que puede haber sobre la Tierra hay una distancia que solo pueden saltar los que consciente o inconscientemente ignoran la realidad o los que se aprovechan de estas situaciones para disfrutar de privilegios. ¿O es que esos datos no son la prueba innegable de que el capitallismo "exitoso" que vivimos en nuestros días está basado en una nueva forma de esclavitud?


Se dice ahora ahora que ha fallado el sistema financiero pero no es así, lo que falla de verdad es el capitalismo... Y, claro está, fallamos los seres humanos que somos incapaces de superarlo y de crear nuevas y más humanas formas de vivir en el planeta.

Juan Torres López
 


publicado por codigo430 às 06:44
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Abril de 2009
A ordem informativa mundial

 

 


publicado por codigo430 às 12:00
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 15 de Abril de 2009
Fazer da água um negócio resulta em problemas!

 

Já aconteceu noutros lados. E os governos acabaram derrotados.
 


publicado por codigo430 às 18:40
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 14 de Abril de 2009
CNO - Escola Secundária Dr. Manuel Laranjeira.

 

 


publicado por codigo430 às 21:26
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 11 de Abril de 2009
Teachers back a boycott of Sats

 

The union representing a majority of teachers in England's primary schools has backed a plan to ballot them on boycotting next year's Sats tests
 BBC
O maior sindicato de professores do Reino Unido, o National Union of Teachers, aprovou, ontem, o boicote aos exames nacionais SAT
 


publicado por codigo430 às 19:29
link do post | comentar | favorito
|

Informação útil para docentes...

 

Promoções profissionais fazem mal à saúde
As promoções no trabalho aumentam o stress mental e tiram tempo aos felizes contemplados para irem a consultas médicas, segundo a conclusão de um estudo realizado por economistas e psicólogos de uma universidade britânica.
Os investigadores da Universidade de Warwick, no centro do Reino Unido, constataram que uma promoção profissional provoca mais 10 por cento de stress e reduz em 20 por cento o tempo para ir ao médico.
A equipa quis saber se uma melhoria do estatuto profissional tornaria as pessoas mais felizes e saudáveis, em consequência da melhoria da auto-estima pessoal.
Utilizando dados recolhidos no Reino Unido de uma amostra de mil indivíduos promovidos no seu trabalho entre 1991 e 2005, os investigadores não comprovaram essa hipótese e, antes pelo contrário, observaram uma maior pressão psicológica nas suas cobaias.
«Obter uma promoção no trabalho não é tão fantástico como se poderia julgar», afirmou Chris Boyce, um dos autores do estudo.
«As nossas investigações mostram que a saúde mental dos chefes se deteriora tipicamente depois de serem promovidos e de um modo que vai além do curto prazo», disse.
Por outro lado, sublinhou, «não há sinais de melhoria da saúde, além de que diminui as visitas aos consultórios médicos, o que deve ser mais motivo de preocupação do que de celebração».
Estas conclusões contrariam a ideia generalizada de que a melhoria de estatuto, através de uma promoção, resultaria directamente numa melhoria da saúde da pessoa, devido a um sentido acrescido de controlo da vida e de auto-estima.
tsf
 


publicado por codigo430 às 19:00
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 3 de Abril de 2009
77% ADESÃO NOS DOIS DIAS DE GREVE

 

SAUDAÇÃO À GREVE DOS ENFERMEIROS PORTUGUESES

 

O Conselho Nacional da Federação Nacional dos Professores (FENPROF) reunido em Lisboa, no dia 2 de Abril, saúda os Enfermeiros Portugueses e o seu Sindicato revendo-se na justiça das suas reivindicações, solidariza-se com a greve a decorrer dias 2 e 3 de Abril como sendo parte de uma luta que é comum a todos os trabalhadores, em defesa do emprego, dos direitos, dos salários e de Serviços Públicos de Qualidade.

 


publicado por codigo430 às 21:21
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 1 de Abril de 2009
A Putrefacção

 


Ler o artigo
MUP

 



publicado por codigo430 às 15:47
link do post | comentar | favorito
|

Professor reúne com alunos barricados

 

Um número indeterminado de alunos encontra-se barricado no interior das instalações da Faculdade de Belas Artes do Porto. Um professor encontrou-se com os estudantes e está a ser negociada o fim da ocupação.

Os estudantes protestam contra o aumento das propinas e reivindicam mais acção social. O processo de Bolonha e a "industrialização do ensino" também são criticados pelos estudantes.

 

A Faculdade encontra-se fechada a cadeado e sem aulas. Do lado de fora, cerca de 100 alunos, de Belas Artes e também da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, mostraram-se solidários com os estudantes barricados no interior da Faculdade, ma Avenida Rodrigues de Freitas, no Porto.

 

Entretanto, vários alunos iniciaram uma marcha de prostesto até à reitoria da Universidade do Porto, esperando ter o apoio de estudantes da Faculdade de Letras.

 

Desfilam pelo passeio, sem os cartazes alusivos às reivindicações, dado que a manifestação não foi autorizada pelo Governo Civil. Motivo que levou a PSP ao local, tendo procedido à identificação de dois estudantes.

 

Os alunos fecharam as instalações esta segunda-feira, às 15 horas, altura em que se fecharam no seu interior. As aulas estão interrompidas desde então. À porta da faculdade encontram-se alguns professores.

 

Os estudantes criarem um blogue onde explicam as razões que os levaram a ocupar a faculdade. "Ocupamos a faculdade para protestar pelos problemas de todos os estudantes e porque Bolonha nos tira mais do que dá. Ocupamos a faculdade porque esta faculdade não tem bar, nem reprografia. Ocupamos a faculdade porque esta não tem condições para um bom funcionamento", dizem.

 

O JN apurou, entretanto, que não foi apresentada nenhuma queixa policial referente à ocupação da faculdade, pelo que uma intervenção policial na faculdade estará fora de causa.  

 

* com Manuel Molinos

JN
 
 

O Joaquim Borges 'deu com o nariz na porta'! Muito apropriado no dias das mentiras.

 

E útil também. Como o nariz se situa entre os olhos, talvez o Joaquim Borges passe a andar com eles abertos....



publicado por codigo430 às 15:32
link do post | comentar | favorito
|

Ministério da Educação demite Conselho Executivo de Santo Onofre

 

Contra as Escolas Marchar, Marchar
(ou como se destrói um projecto de sucesso)

 

A demissão imposta pelo Ministério da Educação ao Conselho Executivo do Agrupamento de Escolas de Santo Onofre, em Caldas da Rainha, tem um enorme significado: para este Ministério da Educação o que menos importa é a qualidade das escolas e o bom ambiente de trabalho indispensável ao sucesso das aprendizagens. O Agrupamento de Santo Onofre colocou o interesse dos alunos acima da “guerra da avaliação de desempenho” e, por isso mesmo, rejeitou integralmente o modelo do ME, um modelo que substitui a cooperação pela concorrência e o trabalho colectivo pelo individualismo.

 

Numa visão muito “especial” de autonomia, o Ministério da Educação quer impor às escolas deste agrupamento um modelo de gestão e um modelo de avaliação que a escola de facto rejeita. Que a escola /agrupamento funcione bem, que os alunos tenham sucesso real (e não apenas estatístico…) que os professores se sintam unidos na construção de um projecto inovador e criativo, que a ligação com a comunidade seja exemplar, nada disso interessa aos que têm a arrogância do poder como único argumento. Como também não lhes interessa os vários prémios que o agrupamento tem recebido do jornal “O Público” na promoção dos jornais escolares, como não lhes interessa o terem sido pioneiros na informatização da escola e no cartão electrónico, como não lhes interessa o trabalho desenvolvido que a fez passar de TEIP a escola onde todos queriam matricular os filhos, como não lhes interessa os resultados escolares dos alunos, como não lhes interessa todos os projectos que ao longo dos anos tem desenvolvido com sucesso.

 

Ao que se sabe, o Ministério da Educação, do alto do seu despotismo nada iluminado, terá já nomeado três docentes para substituir – com que legalidade? - o Conselho Executivo legitimamente eleito. Um vindo de Peniche, outra de uma biblioteca e um outro não se sabe ainda donde … Paraquedistas impostos contra toda a comunidade escolar, poderão cumprir o seu papel de comissários políticos, mas não conseguirão, certamente, manter e desenvolver um projecto que exige paixão e uma liderança democraticamente aceite. Nestas coisas, o abuso de poder pura e simplesmente não funciona ou é mesmo contraproducente...

 

Esta brutal intervenção do Ministério da Educação (repete-se: em tudo contrária aos interesses dos alunos e aos de toda a comunidade) pretenderá talvez ser um “aviso à navegação”. “Quem se mete com o PS…leva!”. Lembram-se? Maria de Lurdes Rodrigues & Cia. passam agora à prática as diatribes verbais de Jorge Coelho: “Quem se mete com o ME... leva!”. Esta trupezeca pouco instruída ignora possivelmente que a história nunca deixa de derrubar, mais cedo ou mais tarde, os tiranetes e tiranetezitos de tigela ou de meia tigela e que o respeito pelo trabalho de gente honesta e competente é realmente aquilo que perdura. Sobretudo quando a honestidade e a competência têm de se impor contra a arrogância incompetente e ignorante de quem, por acaso e transitoriamente, ocupa os cadeirões do poder.

 

A direcção do SPGL exorta os professores e educadores do Agrupamento de Santo Onofre a que não desistam. O projecto de verdadeira autonomia que têm vindo a erguer não pode ser destruído. As trevas não duram sempre.

 

A Direcção Regional do Oeste do SPGL

 
 

Moção aprovada em Santo Onofre

 
 


publicado por codigo430 às 13:36
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 28 de Março de 2009
Fósforo branco

 

 

Ver o relatório da HRW (Human Rights Watch), Chuva de Fogo
O militarismo é terrível, destrói a consciência, a solidariedade, o humanismo!
 
 


publicado por codigo430 às 12:00
link do post | comentar | favorito
|

Compreender a comunicação social

 

 


publicado por codigo430 às 06:00
link do post | comentar | favorito
|

Euro vs US Dollar
[Most Recent Exchange Rate from www.kitco.com]
Siouxsie And The Banshees - Dear Prudence
Coldplay - Paradise (Official)
Peter Gabriel - Games Without Frontiers
Je suis un homme - zazie
Vídeos
posts recentes

Milhões ou biliões? Uff, ...

Informação do dia

Visitas surpresa?

El poder de las pesadilla...

União Europeia

Fábricas Nucleares na UE

União Europeia

O que é isto?

La nueva esclavitud

A ordem informativa mundi...

links
tags

vídeos

opinião

cidadania

crise

democracia

economia

avaliação

globalização

humor

informação

outros temas

professores

actividades

música

enriquecimento

ambiente

sociologia

recursos

tve2

eua

informação vídeos

rtp

gripe

militarismo

videos

estudos

ensino

alunos

sic

estatísticas

escola

europeias

visitas de estudo

agricultura

poesia

fenprof

tvi

china

video

fome

divulgação

saramago

cef

iraque

profissional

vídeos tve2

galeano

leap

manifestações

pobreza informação

teoria

tve1

espinho

petróleo

técnico de secretariado

turismo

dia mundial

guerra

honduras

rosa

brasil

coltan

cultura

democracy

emigração

informação tve2

jn

laranjeira

outros temas vídeos

porto

sindicatos

colóquios

desigualdade

direito

economia tve2

estado

expresso

frases

galbraith

galeano tve2

gripe vídeos

obama

ocde

palestina

pedagogia

pobreza

privado

público

redes sociais

rt

técnico de comércio visitas de estudo

afeganistão

água informação vídeos

bbc

cgtp

chossudovsky

educação

fne

irão

manuel freire

todas as tags

Dívida Pública Mundial e por país

Tocar na imagem!
Outubro 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


pesquisar
 
subscrever feeds
arquivos

Outubro 2016

Dezembro 2015

Setembro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Julho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Maio 2006